domingo, 10 de janeiro de 2010

flashes 3

Voltava chateado pro vestíário, afinal, tinha feito um bom teste. Fiz até um gol de penalti. Se o babaca do treinador não tivesse olhando pro céu, de costas ou conversando o tempo todo, de repente eu, e meu camarada Paulão, teríamos passado na peneira do juvenil do Botafogo. O mais surreal é que ele não deu resposta pra ninguém... simplesmente virou as costas e foi embora. Esperamos um tempão e imaginamos que fomos todos reprovados! Fazer o quê? Teste é assim mesmo, temos que aturar esses frustrados... Chegando no vestiário, cadê minha roupa????? Só faltava essa... ROUBARAM!!! Além de reprovado, tive que voltar pra casa suado, de colete, meião e chuteira. O dirigente me falou: "Aqui não some nada; ou essa roupa aparece ou você será ressarcido..." Tá bom, fazer o quê? Quinze dias depois o André (que jogava lá e me arrumou o teste) me liga dizendo pra eu voltar lá que eles me pagariam a roupa. Ao chegar, tive a informação que o babaca do treinador tinha sido demitido. Não pensei duas vezes, e ao me reunir com o dirigente, falei: "troco qualquer indenização por uma nova oportunidade!!!" Três treinos depois, eu estava contratado pro time juvenil do Botafogo!!!

2 comentários:

Felipe disse...

hauhauhauha
Que boleiragem

Taiyo Omura disse...

o herói precisa se desnudar para vestir a armadura de herói - faz parte do MITO